| | | 55 31 3568-1401

Uma história de gentileza, braveza e uma pequena bebê

Postado pela equipe de oração no dia 23 de julho de 2015 no blog da Tearfund

Uma história de gentileza, braveza e uma pequena bebê

Gloria nasceu na Libéria, em Junho de 2014, na mesma época em que o surto de Ebola foi ganhando força. Em setembro, os pais de Gloria sucumbiram à doença, deixando-a órfã. A comunidade sentiu pena de Gloria e seus irmãos, mas as pessoas tinham medo de contrair a doença, mesmo sabendo que as crianças não haviam sido contagiadas.

Mas, felizmente, a compaixão superou medo que as pessoas tinham de Gloria e seus irmãos e irmãs.”Em todas as sociedades, existem pessoas que têm empatia e mentes para salvar vidas”, diz George Caule, parceiro da equipe da Tearfund na Libéria.

“Na aldeia de Gloria, Justina é uma dessas pessoas.” Justina foi movida pela situação de Gloria e seus irmãos e orou fervorosamente. Em seguida, aplicando o conselho que recebera sobre como evitar Ebola, e ignorando as advertências dos vizinhos, ela acolheu crianças. Justina, Gloria e seus irmãos e irmãs permanecem livres do Ebola e estão se instalando na vida como uma nova família.

Ganhar a vida pode ser um desafio, por isso nossa equipe vem suprido a família com comida, pagando as contas escolares e fornecendo aconselhamento emocional para os irmãos mais velhos. “Agradecemos a Deus pela sua misericórdia, e pelo o apoio que temos recebido”, diz Justina. “Enfrentamos desafios, mas Deus não nos deixou passar fome!”

ORAÇÃO

Dê graças pela bondade e compaixão de Justina e outras pessoas como ela, e ore para que o amor e a bênção de Deus continue fluindo através de suas vidas.Justina está sendo considerada para participar do programa de subsistência da equipe Libéria. Por favor, orem para que a equipe distribua as vagas com sabedoria.Embora o número de casos de Ebola tenha diminuído novos casos ainda estão emergindo a cada semana. A Libéria recentemente teve seis novos casos, o primeiro surto desde março. Por favor, orem para um fim completo para o Ebola.Mesmo que o Ebola já não exista em muitas comunidades, os sobreviventes estão lutando para superar o trauma e seguir em frente com suas vidas. Orem por nossos parceiros na Serra Leoa e na Libéria, pois ajudam pessoas que sofrem de trauma e estigma.Por fim, louvem a Deus porque mais de 220 mil pessoas receberam ajuda até agora.

Leave a Reply