| | | 55 31 3568-1401

Tearfund lança campanha global contra poluição plástica

Tearfund lança campanha global contra poluição plástica

Dois bilhões de pessoas nos países mais pobres do mundo estão vivendo e trabalhando entre pilhas de rejeitos porque não têm acesso à coleta de lixo. Dentro deste grupo, uma a cada quatro pessoas estão bebendo água poluída, respirando ar tóxico e lutando contra doenças infecciosas. Isso causa até 1 milhão de mortes por ano – e a cada dia as montanhas de lixo estão crescendo.

Empresas como Coca-Cola, Nestlé, PepsiCo e Unilever estão piorando as coisas vendendo bilhões de produtos em embalagens plásticas de uso único em países onde os resíduos não são coletados. Eles sabem que as comunidades não têm escolha senão viver entre o lixo ou queimá-lo – o que também contribui para a mudança climática.

Na quarta-feira, 15 de maio, a Tearfund iniciou uma coleta de assinaturas para uma petição que será enviada aos diretores das empresas citadas. O objetivo do documento é pedir às empresas que assumam a responsabilidade pelas montanhas de resíduos plásticos que seus produtos estão criando nas comunidades mais pobres. E podemos nos comprometer a reduzir os plásticos também. Ao fazermos isso mostraremos que amamos nossos vizinhos e nos importamos com a criação de Deus.

Os CEOs que gerenciam essas multinacionais não podem mais ignorar o custo humano do plástico descartável. Mudanças fundamentais nos modelos de negócios são urgentemente necessárias. Não há tempo a perder.”. Disse a Dra. Ruth Valério, diretora global de defesa e influência da Tearfund.

Para coincidir com a campanha, lançamos um novo relatório sobre o impacto dos resíduos sobre as pessoas que vivem na pobreza, chamado “Não há tempo a perder: enfrentando a crise da poluição plástica antes que seja tarde demais”. 

Este relatório é um dos primeiros a destacar os impactos da poluição plástica, não apenas na vida selvagem, mas também nas pessoas mais pobres do mundo. Já é hora de voltarmos nossa atenção para um dos problemas mais prementes de hoje, e vitar a crise da poluição plástica, não apenas pela saúde do nosso planeta, mas também pelo bem-estar das pessoas em todo o mundo.”  David Frederick Attenborough, biólogo, antropólogo e naturalista britânico.

Para assinar a petição, clique aqui. 

Ore conosco:

  • Pelas pessoas que sofrem hoje como resultado do lixo não coletado e em decorrência da poluição plástica, especialmente por aqueles que são mais vulneráveis aos seus efeitos: crianças, idosos e pessoas com deficiências.
  • Interceda para que a Campanha do Lixo lançada pela Tearfund resulte em mudanças onde é mais necessário, e para que as pessoas sejam inspiradas a lutar  pelas comunidades afetadas e pela criação de Deus.

 

Leave a Reply