| | | 55 31 3568-1401

Shalom é Boas Novas

Texto publicado no boletim informativo de junho de 2016 da Rede Miquéias

Shalom e as boas-novas de Cristo

Uma mulher entrou em nossa clínica na Somália e sentou-se na minha frente. Ela nunca olhava para cima e mantinha seus olhos voltados em direção ao chão. Eu a cumprimentei, perguntei como poderia ajudá-la e pedi para ela explicar o que precisava em relação à sua saúde. Ela não respondia. O meu intérprete, sentado ao meu lado, murmurou algo com raiva. Senti que Deus queria que eu falasse a verdade para ela e disse o seguinte:

A senhora sabe que Deus conhece o seu nome?”

Ela levantou a cabeça imediatamente e olhou intensamente nos meus olhos. Seus olhos encheram de lágrimas e ela começou a chorar. Coloquei a minha mão no ombro dela e declarei a verdade que ela tanto precisa ouvir. Ela era uma pessoa que Deus conhecia e amava. Uma vez que um vínculo de confiança foi estabelecido, ela se abriu comigo e disse que tinha um prolapso uterino e conseguimos ajudá-la medicamente.

Nossas instituições doadoras considerariam isso proselitismo? Você ficaria à vontade em relação a isto?

Ali estava uma senhora com necessidades muito claras. Sua condição médica tinha agravado o seu sentimento de isolamento e inutilidade. Ao estar com ela e com compaixão por ela, levada por Deus para falar a verdade, suas necessidades emocionais e médicas foram alcançadas, e uma verdade espiritual foi declarada, abrindo o seu coração para a cura. Isto foi Boas Novas para ela.

Em nenhum momento durante esse encontro houve a intenção de convertê-la. Também não fiquei pensando em garantir um equilíbrio entre palavras e atos. Foi um simples ato de amor que brotou do discernimento que me foi dado pelo Espírito Santo.

Missão Integral em ação
Muitos de nós nos sentimos à vontade para fazer boas obras, mas hesitamos em falar a verdade, com receio de que isto seja entendido como proselitismo. Também precisamos ouvir as Boas Novas – ao falarmos a verdade, trazemos libertação, cura, reconciliação, integridade e Shalom, não apenas para aqueles que servimos e amamos, mas também para nós mesmos.

Posição Ética
A verdadeira preocupação é não usarmos uma posição de poder para coagir ou manipular alguém a converter-se. A história acima demonstra bem que não houve nenhuma coerção ou intenção de converter.

Eis aqui alguns princípios para nos guiar: (excerto retirado do documento apresentado por Elmer Thiessen em Thun)

Dignidade das Pessoas: proteja e defenda a dignidade de cada pessoa e comunidade, nunca tratando alguém como um projeto ou um meio para um fim.

Cuide da pessoa como um todo: no âmbito físico, social, econômico, político, intelectual, emocional e espiritual.

Liberdade de Escolha: sendo sensíveis à posição de poder que todos podemos ter, garanta que cada pessoa e comunidade tenha a liberdade de escolha para expressar e vivenciar sua fé.

Viva com integridade, veracidade, franqueza e autenticidade: nunca esconda quem você é em Cristo.

Humildade: compartilhe sua vida com humildade, nunca de uma forma condescendente, paternalista, arrogante ou dogmática.

Tolerante e acolhedor: demonstre sensibilidade e inclusão para todos

Motivação: seja honesto sobre porque fazemos o que fazemos

Igualdade: incentive a livre expressão de opiniões e crenças

Estejamos dispostos a falar a verdade com sabedoria e discernimento, motivados pelo amor.

Graça e paz

Sheryl Haw
Diretora Internacional da Rede Miquéias

Leave a Reply