| | | 55 31 3568-1401

Salvação que vem das ruas

Salvação que vem das ruas

Como uma nação como o Burundi se reconstrói depois de uma amarga e sangrenta guerra civil que deixou um saldo de 300.000 mortos? De acordo com Dieudonné Nahimana, a chave para um futuro pacífico reside nas milhares de crianças de rua 

Em 21 de outubro de 1993 o presidente do Burundi foi assassinado e uma guerra civil estourou entre as tribos Hutu e Tutsi. Em um único dia, Dieudonné Nahimana, de 19 anos, perdeu toda a família junto com sua casa. Antes da guerra Dieudonné morava em um internato. Agora ele estava vivendo nas ruas da capital Bujumbura. Ele não tinha nada para comer e não tinha onde morar.

Todo mundo no Burundi vive um dia de cada vez. Crianças de rua vivem segundo a segundo. Você não sabe se vai sobreviver amanhã ou se vai comer. O medo da morte é constante – a cada segundo, a cada dia”, relata Dieudonné

Por estar entre as crianças de rua mais velhas ele ajudava a cuidar das menores –  crianças de apenas três anos que, assim com ele, perderam suas famílias. Foi durante esse tempo sem lar que ele fez uma descoberta notável: “Quando as crianças viviam na rua, elas não se dividiam em hutus e tutsis, estavam todas juntas e viviam como melhores amigas umas das outras sem saber de qual tribo haviam vindo”.

Esta descoberta é o que move a Nova Geração Burundi, organização fundada e liderada por Dieudonné. Ele existe para oferecer educação, apoio e esperança para as crianças de rua da nação. Mas tem outro objetivo mais ambicioso: curar o país de suas mortíferas divisões. E ele está convencido de que essas mesmas crianças de rua vão ter um papel crucial nesta empreitada.

Agentes da Unidade

“Eles são uma família e compartilham um sonho de fazer o país melhor – é por isso que estou convencido de que eles são os principais agentes do programa de reconciliação”. Além de oferecer abrigo e educação para tantas crianças de rua quanto puderem, Dieudonné está à procura de pessoas que possam moldar o futuro da nação. Estes homens e mulheres jovens serão escolhidos para uma formação especial que lhes dará as competências necessárias para ajudar a reconstruir um Burundi pacífico e próspero.

Mostrando o caminho

Minha esperança é que alguns dos jovens que temos treinado em liderança sejam líderes-chave no país”, explica. Quando pressionado sobre o que ele procura em um potencial futuro líder, ele usa a palavra africana ‘Ubuntu’ – comumente traduzida como “humanidade para com os outros”. Dieudonné descreve isso como “a compreensão de que “eu sou porque você é”, uma sensação de que você está instintivamente vivendo e olhando para fora e para os outros ao seu redor, bem como para si mesmo – algo que as crianças de rua  aprendem desde cedo para a sua sobrevivência coletiva”.

Além de trabalhar com crianças de rua, Dieudonné tem se envolvido há muito tempo com uma mensagem de não-violência e reconciliação. Agora que a guerra civil ficou para trás, ele tem esperança de que esta será a geração que irá quebrar o ciclo de violência de uma vez por todas.

Indivíduos Inspirados

Dieudonné e a Nova Geração Burundi são apoiados pelo programa Indivíduos Inspirados da Tearfund . Indivíduos Inspirados identifica, desenvolve e conecta novos líderes que desejam viver como Jesus em suas comunidades e nações. Homens e mulheres cujos sonhos têm o potencial de transformar alguns dos lugares e pessoas mais necessitados em todo o mundo.

Por favor, ore:

  • Para que os Ministérios Dieudonné e Nova Geração possam ajudar cada vez mais os jovens nas ruas.
  • Peça a Deus para ajudá-los a identificar e nutrir os futuros líderes e pacificadores do Burundi, ajudando a nação a escapar de seu legado sangrento.
  • Ore pelo projeto Indivíduos Inspirados.

Leave a Reply