| | | 55 31 3568-1401

Projetos que fazem a diferença.

Alto Arapiuns.

Projetos que fazem a diferença.

Recentemente recebemos a Newsletter do Projeto Alto Arapiuns. Ficamos muito alegres com o que eles tiveram a oportunidade de realizar na Terra  Indígena da Tribo Maró.

Abaixo segue o relato da Comissária de Voo da TAM e Jornalista Voluntária do Projeto, Ane Tonon. Para saber mais sobre o projeto acesse Alto Arapiuns.


Chegamos recentemente da Ação 24, que sem dúvidas foi uma das mais desafiadoras. Não pela distância, mas por ter sido em terra indígena. Conhecida como Terra Indígena do Maró, a aldeia reúne cerca de 35 famílias, entre as comunidades Novo Lugar, São José 3 e Cachoeira do Maró. Únicas comunidades da região, que o Projeto ainda não tinha visitado. Foram três dias de muito trabalho, que resultou em 117 pessoas atendidas, sendo 77 crianças de 0 a 15 anos e 40 adultos.

unnamed

 

O barco Because of Jesus, que transportou a equipe encostou na aldeia, dia 25 de Abril. Imediatamente o Cacique Higino e o segundo cacique Odair, conhecido como Dadá vieram nos recepcionar deixando todos bem à vontade para entrar na terra deles.
unnamed (2)
Antes, porém, fomos convidados a contemplar um cerimonial de boas vindas, na língua Tupi e em seguida participar de uma partida de futebol.
Apesar das caneladas e das bolas perdidas, o jogo foi mesmo um quebra-gelo. Em poucos minutos já podíamos sentir um clima amigável.
unnamed (3)

 

A tribo acolheu de coração o projeto e mais do que isso, colaboraram com muita dedicação. Em todos os momentos da Ação, seja na clínica de atendimento ou no espaço de educação de saúde bucal e meio ambiente, as famílias estiveram reunidas.

unnamed (4)

 

“Para nós foi um prazer receber este trabalho tão bonito. O que pudemos perceber em todos era muito amor pelo nosso povo. E com certeza, o meu povo aprendeu tudo o que foi ensinado aqui. E vamos fazer de tudo para cuidar dos dentes das nossas crianças”, disse Dadá.
unnamed (5)
Outro momento importante desta viagem foi o retorno do agrônomo Enéas Carvalho nas comunidades onde foi implantado o projeto de segurança alimentar. Neste primeiro momento sete famílias estão participando. Já passaram pela fase de limpeza da área, plantio de mudas e sementes e nesta viagem receberam fertilizante para fortalecer o que foi plantado. “Esta é a quarta vez que estivemos na roça, o que consolidou a confiança de ser um projeto sério para com eles. Alguns desconfiaram que não fosse dar certo, porque já tiveram outras experiências, que não deram certo, por isso perderam o tempo do plantio”, explicou o engenheiro.
unnamed (6)
O projeto de comunicação com os telefones e internet via satélite teve a visita da técnica eletrônica, Camila Castro, que constatou o bom funcionamento. Já se podem computar vinte salvamentos através da utilização desses equipamentos.Tudo isso graças à colaboração de cada um de vocês. Obrigada por nos apoiar.
Ane Tonon
Comissária de Voo da TAM e
Jornalista voluntária do Projeto
Texto Extraído da Newsletter do Projeto.

Leave a Reply