| | | 55 31 3568-1401

ONU denuncia que Burundi se aproxima de uma guerra civil

Burundi se aproxima de uma guerra civil

O alto comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Zeid Ra’ad al-Hussein, alertou nesta terça-feira, 15 de dezembro, que o Burundi se aproxima a passos gigantescos de uma guerra civil, por isso pediu “ações urgentes” à comunidade internacional para deter a escalada de violência.

A cada manhã moradores da capital do Burundi acordam para uma descoberta desagradável – mais corpos nas ruas. Cinco meses depois de uma crise política que sucedeu a decisão do Presidente, Pierre Nkurunziza, de concorrer a um terceiro mandato, pelo menos 240 pessoas foram mortas e 221.000  fugiram para os países vizinhos. Há relatos limitados sobre o que está acontecendo, já que jornalistas enfrentam intimidações e detenções. Os parceiros da Tearfund no Burundi estão entre as poucas organizações de ajuda humanitária que permaneceram no país, mas até mesmo eles estão cada vez mais sob ameaça.

Nós conversamos com um membro da nossa equipe no Burundi para descobrir mais. Devido ao crescente perigo de trabalhar lá, decidimos não revelar sua identidade.

O QUE ESTÁ ACONTECENDO NO BURUNDI?

A violência é galopante devido à crise política. Há assassinatos diariamente e há insegurança geral no país, o que afeta nossos esforços para servir as comunidades.Isso significa que houve um aumento no número de pessoas vulneráveis. Com o deslocamento maciço da população, as pessoas precisam de apoio, mas os recursos são limitados.

Muitas ONGs internacionais e grupos da sociedade civil locais foram obrigados a fechar, o que aumentou o número de famílias e comunidades que não estão recebendo ajuda. Só as igrejas podem chegar aos necessitados e eles são os únicos que aceitam correr o risco de alcançar aqueles que precisam. Quando questionado sobre seus motivos para ajudar as pessoas, um líder de uma igreja local disse: “Isto é o que Jesus faria nessa situação.”

BURUNDI JÁ ERA UM DOS PAÍSES MAIS POBRES DO MUNDO ANTES DA CRISE. VOCÊ PODERIA DESCREVER AS CONDIÇÕES ECONÔMICAS ATUAIS?

Muitas empresas têm ido à falência, enquanto a depreciação da moeda nacional está comprometendo o poder econômico já frágil das nossas comunidades e do país. A pobreza está aumentando em muitas casas pelo fato do poder de compra ter diminuído com o aumento dos preços dos alimentos. Com pessoas sendo mortas todos os dias, há medo e desespero entre os burundianos sobre o que pode acontecer a seguir.

QUE TIPO DE AJUDA TEARFUND TEM DADO?

Uma das principais coisas que estamos fazendo é trabalhando com nossos parceiros para incentivar as pessoas a viver em paz em seus bairros. Estamos apoiando as pessoas vulneráveis para que possam manter a agricultura e cuidar de seus rebanhos. Estamos ainda fornecendo apoio técnico para que eles evitem a fome.

Estamos também conectando estas pessoas com organizações na área que promovem o desenvolvimento econômico baseado nas famílias e na comunidade. É também um momento difícil para os jovens, especialmente aqueles que já abandonaram a escola ou ex-combatentes, por isso estamos oferecendo formação técnica e profissional e, em seguida, ajudando-os a encontrar emprego.

ENTRE 14 A 20 DE DEZEMBRO TEARFUND VAI ORGANIZAR UMA CAMPANHA DE ORAÇÃO PELO BURUNDI. COMO NOSSOS APOIADORES PODEM AJUDAR?

Por favor, orem pelo retorno da paz e da segurança em nosso país e para que os líderes políticos encontrem um terreno comum para uma liderança sustentável do Burundi. Orem para que nossa equipe e parceiros vejam a proteção e provisão de Deus durante este tempo. Orem também para que a Igreja continue a ser uma fonte de sal e luz e pela unidade entre seus líderes e membros. Peçam a Deus para ajudar os líderes da igreja a encontrarem um terreno comum para a ação em toda esta crise.

Leave a Reply