| | | 55 31 3568-1401

O improvável feminista!

Indivíduos Inspiradores.

O improvável feminista!

Há muitos cristãos no Quênia, mas são pouquíssimos deles que se importam com a luta das mulheres. Conheça Domnic.

 

“Nossa organização é muito famosa no Quênia, porque somos vistos como cristãos feministas”, diz Domnic sobre o assunto com naturalidade.

Domnic não nasceu em um caminho revolucionário, mas ele certamente tem trilhado  por um. Ele nasceu no oeste do Quênia, membro do clã Luo. Como muitas nesta parte do país, a comunidade da Domnic era poligâmica.

Seu pai era um professor da escola. Ele tinha três esposas e batia em todas elas. A mãe de Domnic foi a segunda esposa – ela se casou jovem e teve 12 filhos. Isto pode parecer espantoso para nós, mas, na vila rural de Domnic, isso foi uma “benção” para sua mãe.

“Os homens são ensinados desde a infância que deve disciplinar as mulheres. Eles são considerados covardes se não o fizerem”, explica Domnic. “As mulheres são levadas a acreditar que a violência é a forma como os homens mostram que se importam. Se as mulheres não são espancadas, então elas não são importantes para seus maridos. É cultural.”

“Meu pai batia em minha mãe diariamente – se ela demorou para coletar a água, se o jantar estava atrasado, ou mesmo se ele achava que ela não estava prestando atenção suficiente para o que ele estava dizendo.”

Apesar de isso ser tão normal em sua comunidade, Domnic tem aversão à essa tradição. “Eu amo minha mãe”, diz ele. “Não era que eu ficava surpreso quando ela era espancada, afinal todas as mulheres eram também, mas eu não gostava daquilo, me incomodava. Perguntei a mim mesmo, ‘que costume é esse em nossa comunidade?’ ”

Mesmo na igreja, as mulheres eram vistas como inferiores. Mas Domnic continuou a questionar essa postura.

“OS HOMENS SÃO ENSINADOS DESDE A INFÂNCIA QUE DEVE DISCIPLINAR AS MULHERES. ELES SÃO CONSIDERADOS COVARDES SE NÃO O FIZEREM”

 

“Quando eu estava estudando para ser pastor, minhas perguntas foram respondidas. Eu li uma revista sobre a igualdade a partir de uma perspectiva bíblica, e meus olhos se abriram. Eu sabia que este era o meu chamado – foi para isso que fui chamado a proclamar”.

Seis anos depois, Domnic passa a liderar a  EFOGE (Fundação Ekklesia de Gênero e Educação). Uma organização desenvolvida com o apoio da iniciativa da Tearfund – Inspired People (Indivíduos Inspiradores) .

Domnic e sua equipe sabem que a mudança para uma vida melhor para as mulheres não vai acontecer rapidamente, mas eles têm fé (Hebreus 11:1) que isso vai acontecer. E para que isso aconteça, eles estão treinando pastores, facilitam palestras entre os estudantes do ensino médio, dão bolsas de estudo e absorventes íntimos para que as meninas de famílias pobres possam permanecer na escola. Principalmente, encorajam seus pais a reconhecer o potencial de suas filhas.

 

“A questão da igualdade de gênero se tornou ainda mais real para mim quando a minha filha Maria nasceu há sete meses. Eu olhei para o rosto dela e pensei ‘Eu sei os tratamentos e barreiras que você vai enfrentar’, e eu me tornei ainda mais determinado a ver a mudança.”

 

O pai de Domnic morreu alguns anos atrás, mas sua mãe ainda está viva. Quando perguntado o que ela pensa de seu trabalho, Domnic diz: “Ela adora! Ela não o compreende totalmente – as ideias são muito diferentes da realidade que ela vivia – mas ela adora “.

Leave a Reply