| | | 55 31 3568-1401

Mudanças climáticas colocam milhões de pessoas em insegurança alimentar na África Austral

Mudanças climáticas colocam milhões de pessoas em insegurança alimentar na África Austral

As conseqüências devastadoras da crise climática estão afetando fortemente a África Austral – e deve piorar nos próximos meses. Algumas partes da região tiveram os mais baixos índices pluviométricos desde 1981, enquanto outras sofreram ciclones, pragas e doenças que devastaram as plantações.

Hoje, mais de 9,2 milhões de pessoas não têm comida suficiente. Espera-se que esse número cresça para 12 milhões, no pico da temporada de seca (outubro de 2019 a março de 2020). Gestantes, mães de recém-nascidos  e crianças, assim como idosos e portadores de deficiência são os mais vulneráveis.

O número de crianças com desnutrição aguda em partes da Zâmbia, Zimbábue, Malawi e Angola está crescendo. Em Moçambique, espera-se que dois ciclones, secas e violências no norte deixem quase 2 milhões de pessoas sem comida suficiente para sobreviver.

Em toda a região, o risco de violência, abuso, exploração e negligência de gênero, particularmente contra mulheres e crianças, aumentou. Isso foi exacerbado pelos desastres e pela falta de comida.

Necessidades imediatas

A situação no local é terrível e pode se tornar catastrófica”, diz Elizabeth Myendo, que lidera a equipe de gerenciamento de desastres da Tearfund na África Austral e Oriental.

‘Nossos parceiros da igreja local em Angola, Zimbábue, Zâmbia, Malawi e Moçambique estão dizendo que as necessidades imediatas são de comida e água para as pessoas. Em algumas áreas rurais, mais de 60% da população vive com uma única refeição por dia. ‘

Por favor, ore:

Deus pai,

Que sua presença e provisão sejam abundantes para as pessoas no sul da África que enfrentam uma aguda falta de comida. Guie a equipe e os parceiros da Tearfund, bem como outros grupos humanitários, na melhor maneira de responder a esta crise. E, por favor, dê sabedoria aos líderes e políticos da região.

Em nome de Jesus, amém.

Andrew Horton

Postado originalmente no site da Tearfund UK no dia 31/10/19

Leave a Reply