| | | 55 31 3568-1401

Estudo bíblico: A multiplicação dos pães e peixes

Estudo bíblico: A multiplicação dos pães e peixes

Nos quatro evangelhos, há menção de Jesus realizando um milagre, geralmente conhecido como a multiplicação dos pães. Leia Mateus 14:13-21 e João 6:1-15.

Jesus e seus discípulos procuram um lugar tranquilo para descansar, mas estão sendo seguidos por um grande número de pessoas. Quando Jesus as vê, ele se enche de compaixão e cura as pessoas que estão doentes (Mateus 14:14).

MUITO CARO

À noite, os discípulos querem mandar o povo embora para poderem sair e comprar comida nas aldeias vizinhas. Porém, Jesus decide pôr à prova seus discípulos (João 6:6). Já tendo em mente o que fará, ele lhes pede que alimentem a multidão. Os discípulos ficam chocados! Filipe diz: “Duzentos denários não comprariam pão suficiente para que cada um recebesse um pedaço!”.

Apesar de todas as coisas maravilhosas que haviam visto Jesus fazer – inclusive curas milagrosas no início daquele dia – os discípulos não conseguem enxergar além do problema imediato. “Não temos como fazer isso. É muito difícil, muito caro.” Eles se esquecem de quem é Jesus e de que, para ele, nada é impossível (Lucas 1:37).

OFERTA

Depois de uma busca na multidão, encontra-se um rapaz disposto a dar a Jesus a comida que havia trazido consigo. Porém, André tem tanta dúvida quanto Filipe: “Aqui está um rapaz com cinco pães de cevada e dois peixinhos, mas o que é isto para tanta gente?” (João 6:9). Jesus pega a oferta trazida pelo rapaz, dá graças a Deus e multiplica-a. Todos comem bastante, e ainda sobra comida.

O PODER DE DEUS

Às vezes, as necessidades ao nosso redor podem parecer tão grandes que, assim como os discípulos, achamos que não há nada que possamos fazer. Esse milagre é um lembrete de que, por menores e mais insignificantes que nos sintamos, precisamos fazer a nossa parte.

Jesus poderia ter milagrosamente colocado comida nas mãos de cada pessoa na multidão, mas decidiu envolver o rapaz – e os discípulos – em seu trabalho. Ele quer que nos envolvamos, e devemos acreditar que ele nos dará o que precisarmos para servi-lo bem. Assim como o rapaz, devemos trazer o que pudermos e confiar em Deus para que ele faça o resto.


QUESTÕES PARA DISCUSSÃO

  • Os discípulos de Jesus concentraram-se no problema de como alimentar tantas pessoas, ao invés de se concentrarem em Deus. Quando nos confrontamos com uma situação difícil, como reagimos?
  • Esse relato lembra-nos de que não devemos subestimar as pessoas que parecem ter pouco a dar. Assim como o rapaz, elas podem ter exatamente o que é necessário para Deus demonstrar seu poder. Os jovens da sua igreja e da sua comunidade têm oportunidades de servir e abençoar outras pessoas? Se não tiverem, como você pode garantir que seus dons e talentos sejam usados e reconhecidos?
  • Simples atos de bondade podem resultar em uma série de eventos com grandes bênçãos para muitas pessoas. Como você pode demonstrar bondade e amor a alguém da sua comunidade hoje?

Leave a Reply