Diálogos de Esperança convida a igreja para refletir sobre o luto e o lamento

No mês em que o Brasil vem quebrando recordes de mortes pela Covid-19, o Diálogo de Esperança aborda “A Igreja, o Luto e o Lamento” como tema da live de terça-feira (23/03). A live chega em um momento em que o Brasil alcançou a marca de mais de 2000 mortes em 24 horas – um recorde desde início da pandemia que, de acordo com os dados do Ministério da Saúde, já ceifou um total de mais de 270 mil vidas de brasileiros.

Ao tentar imaginar a dimensão do luto que atravessamos hoje, pelo menos 2 episódios que fizeram o Brasil parar diante de uma tragédia, rapidamente vem à mente. Há quatro anos, o dia 29 de novembro amanheceu sombrio e triste com a notícia da queda da aeronave que transportava 77 jovens da seleção Chapecoense de Futebol e encerrando 71 carreiras e sonhos. O Brasil inteiro em comoção transformou o sofrimento das famílias enlutadas e da pequena cidade de Chapecó, no interior de Santa Catarina, na dor de todos os brasileiros. Mais recentemente, em 2019, vivemos uma tragédia ainda maior, em número e dimensões, com o rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG). O repentino soterramento de 270 pessoas e o estrago ambiental dos rios e da vida nos vilarejos por quilômetros de extensão do desastre nos assombrou, indignou, e nos enlutou. Hoje, diante dos números em escalas de crescimento diário, a “média móvel” e outras ferramentas para tentar mensurar a perda, há 1 ano a nossa alma assiste atônita o colapso do sistema de saúde, cilindros de oxigênio sendo disputados e covas extras sendo criadas para suportar 30 aviões caindo ou 8 Brumadinhos acontecendo em um único dia. Essa talvez seja a dimensão da tragédia brasileira. E diante de tantas perdas, vidas, sonhos, projetos, relacionamentos, onde encontramos lugar para o lamento? Como atravessar esse luto coletivo? Como ressignificar a vida em meio a tantas perdas? Como igreja, conseguimos enxergar a tragédia? Como temos reagido diante dela?

Para nos ajudar a refletir sobre esse momento, Isabelle e Osmar Ludovico serão os convidados da live de terça-feira (23) do Diálogos de Esperança. Isabelle é psicóloga, terapeuta de família e também economista. Por mais de 30 anos, Osmar pastoreou comunidades em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba. Atualmente, ele dirige cursos de espiritualidade e mentoria para pastores, missionários e casais.

A live apresentada por Valdir Steuernagel, representante da Visão Mundial e da Aliança Evangélica Brasileira, é uma iniciativa das organizações citadas, em parceria com a Tearfund e a Editora Ultimato. Em sua vigésima sexta edição, a live acontece quinzenalmente, sempre às terças-feiras. Você pode acessar as lives anteriores na playlist “Diálogos de Esperança”, no canal da Editora Ultimato no YouTube.

 

Diálogos de Esperança

Tema: “A Igreja, o Luto e o Lamento”

Convidados: Isabelle e Osmar Ludovico

Data: 23/03 às 18h

Local: Canal da Editora Ultimato no YouTube.

 

Conheça melhor os convidados:

Isabelle Ludovico

Isabelle Ludovico é  casada com Osmar, mãe de Priscila e Jonathan e tem 6 netos! É economista e psicóloga clínica com especialização em Terapia Familiar Sistêmica. Autora do livro “O Resgate do Feminino: a força da sensibilidade e ternura em homens e mulheres”, também participou dos livros: “O melhor da Espiritualidade Brasileira” e “Uma Nova Reforma”. Dirige grupos de crescimento e grupos de estudo. Atualmente reside com Osmar em Estoril, Portugal. Como ela mesma afirma, Isabelle é “Francesa de nacionalidade e brasileira de coração”.

Osmar Ludovico

Osmar Ludovico pastoreou, nos últimos trinta anos, as Comunidades de Jesus em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba. Estudou no seminário Palavra da Vida, em Atibaia, e participou de cursos com John Stott, na Inglaterra, e com Hans Bürki, na Suíça. Atualmente dirige cursos de espiritualidade, revisão de vida e seminários para casais, pastores e missionários no Brasil e no exterior. É casado com Isabelle, pai de Priscila e Jonathan e reside em Estoril, Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *