| | | 55 31 3568-1401

Breve informe do Ame a Verdade & Mineração

O foco na mineração deve-se à falta de transparência e a miséria que provoca, uma vez que exaure os recursos, gera pobreza e corrupção

Breve informe do Ame a Verdade & Mineração

O Ame a Verdade: evangélicos contra a corrupção é um coletivo de organizações evangélicas formado por Renas, Aliança Evangélica Brasileira, Rede Fale, Tearfund, Ame a Verdade, Instituto Solidare, Ser Sustentável,  ACEV  e Visão Mundial criado em 2012 com o objetivo de fazer incidência sobre o tema da corrupção. Outras organizações que apoiam as iniciativas do Ame a Verdade são: Fepas, Diaconia, Criscor, Asas do Socorro,  A Rocha, Ultimato e ABUB.

Desde 2012 o tema da mineração tem sido objeto da ação do Ame a Verdade animados por um movimento global de oração e jejum liderado pela Rede Miquéias que teve sua culminância na participação da reunião do G20 na Austrália em Novembro de 2015.  O foco na mineração deve-se à falta de transparência e a miséria que provoca, uma vez que exaure os recursos,  gera pobreza e corrupção.

Desde então, a mineração tem sido objeto da ação do Ame a Verdade em muitas atividades que têm sido empreendidas com foco nesta temática:

1) Coleta de assinaturas para pressionar os parlamentares quanto ao novo Código da Mineração. O código, que é danoso em vários aspectos, não foi aprovado por resistência da sociedade civil.  Leia aqui a   carta com a coleta de assinaturas e assine.

2) Realização do Fórum Igreja & Mineração  em Agosto de 2015 com foco na eliminação do Sigilo Fiscal, novo Código da Mineração e ações das Igrejas em relação à mineração no Brasil e América Latina.

O Ame a Verdade integra ainda o movimento  do Comité Nacional Em Defesa dos Territórios Frente à Mineração formado por centenas de organizações, além  do Movimento Igreja & Mineração.

Em relação à tragédia de Mariana, como o Ame a Verdade integra estas redes, a decisão tem sido no sentido de fortalecer as ações coletivas tendo em vista as forças econômicas e politicas envolvidas. As ações encaminhadas até aqui:

  • Denunciar Junto ao Conselho Nacional de Direitos Humanos a Samarco- veja em anexo a carta.
  • Participar do Comitê Jurídico constituido com indicação do nosso irmão Alexandre Rosa de Marabá, Pará, que proporá uma demandará uma série de ações no campo legal.

Temos outras pautas do Ame a Verdade, mas é importante que os irmãos saibam que há um grupo de evangélicos com amplo envolvimento  com esta temática. Estranho no início para alguns o envolvimento do Ame a Verdade nesta temática, mas para além da falta de transparência e corrupção no setor, o impacto ambiental e climático sofrem duramente as consequências, assim como as populações tradicionais.

Em 2013 o IBASE realizou uma pesquisa cartográfica com o apoio da Fundação Ford, que busca interpretar os conflitos territoriais envolvendo a indústria extrativa mineral e todo complexo de infraestrutura de portos, minerodutos, estradas, e ferrovias sobre as unidades de conservação, terras indígenas e de agricultura familiar. Leia Mais no Portal Ibase –– Mapa das Minas

Demais esclarecimentos e sugestões podem feitos aos irmãos:  Evandro, pr. Tércio Dorothéa, Daniela Frozi, Christian Gilles, Elda Valim, Freire, Welinton Pereira e Serguem.

Leave a Reply