| | | 55 31 3568-1401

Balanço da COP21 em Paris: estamos no caminho certo?

Balanço da COP21 em Paris: estamos no caminho certo?

A conferência do clima em Paris terminou: 195 países, 30.000 pessoas, mais de duas semanas de negociações, três passagens de negociação durante a noite, e bem mais de quatro anos de preparação. Abaixo você encontra o ponto de vista da Tearfund sobre os resultados …

Oramos e fizemos campanha para que a COP 21 em Paris fosse um marco importante no caminho para um mundo mais justo e sustentável onde todos têm o suficiente para usufruir de uma vida digna. Será que esse marco se concretizou?

Sim! Estamos dando graças por um acordo histórico nas negociações climáticas. Não foi tudo o que se esperava, mas é finalmente um bom passo no sentido de um mundo mais justo e sustentável.

Então, o que prevê o novo acordo?

Pela primeira vez na história, o mundo tem um acordo climático global em que cada nação se comprometeu a reduzir as suas emissões de gases com efeito estufa. Os países signatários se comprometeram a limitar o aquecimento global a ‘bem abaixo de 2 graus Celsius “e” prosseguir os esforços “para mantê-lo abaixo de 1,5 graus (isso representa o quão mais quente o mundo será do que era antes da revolução industrial).

Foi esse o resultado esperado?

Esta mudança efetiva do alvo de 2 graus para 1,5 graus não parecia provável antes da cúpula e é uma notícia muito boa.

O trabalho foi feito, então?

Infelizmente não. Antes da COP 21 acontecer em Paris praticamente todos os países enviaram os planos referentes ao que cada nação poderia fazer, cobrindo mais de 94 por cento das emissões globais. Se cada governo fizer tudo o que disse – um grande se – isso ainda deixará o clima cerca de 2,7 graus mais quente. Este é um bom começo, e é muito melhor do que os 4 graus que aumentariam sem os planos. Mas ainda não é o suficiente.

O que esperar sobre energia limpa?

O acordo de Paris não assinalou um claro compromisso de mudar a matriz energética mundial para 100 por cento de energia limpa até 2050, como Tearfund gostaria. No entanto, pela primeira vez na história os governos do mundo chegaram à conclusão de que o nível seguro de emissões é zero, e que a era dos combustíveis fósseis está chegando ao fim –  e deverá ser substituída por 100 por cento de energia limpa.

Então, como vamos saber se estamos no alvo?

Os governos sabem que os planos atuais não são suficientes, por isso, a ONU concordou em revê-los e reforçá-los novamente a cada cinco anos, sendo a primeira revisão em 2018. Vamos precisar pressionar a cada vez para nos certificarmos de que os novos planos nos conduzirão a um aumento que fique abaixo de 1,5 graus. Mas é ótimo que estes momentos de rever os planos estejam previstos pela ONU porque serão momentos-chave para continuarmos pressionando.

Leave a Reply