| | | 55 31 3568-1401

As mãos que seguram a corda

Matéria originalmente publicada na edição 51 da Revista Cristianismo Hoje

As mãos que seguram a corda

Tearfund movimenta parceiros e estimula ações articuladas com a Igreja em favor dos mais pobres no Nordeste do país

Conhecida e estigmatizada como bolsão de miséria, a região Nordeste concentra alguns dos piores indicadores sociais do país. Ali, a vida é mais sofrida, o desemprego é maior, a violência urbana, mais aguda e há mais famílias abaixo da linha da pobreza. O drama é pior quando se observa uma faixa etária específica, a das crianças. Cerca de 80% dos nordestinos entre zero e seis anos de idade são considerados pobres. Já na população em geral, 60 por cento dos brasileiros extremamente pobres – assim considerados aqueles que têm renda mensal de zero a 70 reais – vivem nos nove estados da região. Com um quadro de tamanha carência, é natural que o Nordeste brasileiro receba mais atenção das organizações sociais. Uma das entidades que concentram suas maiores prioridades no Nordeste é a Tearfund Brasil. Organização cristã evangélica com atuação em mais de 50 países, a Tearfund se empe nha para reduzir a pobreza e a injustiça.

Tearfund é uma organização cristã evangélica com mais de quarenta anos de experiência em desenvolvimento comunitário, promoção de direitos, prevenção e atendimento a populações atingidas por desastres. Para isso, conta com a parceria de comunidades, igrejas e organizações não governamentais, a fim de reduzir a pobreza e a injustiça.

O objetivo da entidade para este ano de 2016 é ousado: tirar mais de 50 milhões de pessoas – crianças e adultos – da pobreza extrema. Para isso, a entidade está fomentando um movimento global de mais de 100 mil igrejas locais. Há 23 anos no Brasil, cinco dos quais como entidade nacio- nal, a Tearfund tem várias iniciativas, como o Programa de Desenvolvimento Comunitário Rural, nos estados de Pernambuco e Paraíba, que se divide nos projetos Poços, Plantação, Quatro Pernas – de criação de caprinos e ovinos –, Agroflorestal e Doce Sertão. Há, também, a Escolinha Joga 10, na região de Iguaraci (PE), e a Escola de Fé e Política, no Recife.

Todos esses trabalhos foram implementados e são mantidos graças ao sistema de parceria.

“Nosso trabalho é realizado junto à igreja local. Todos os parceiros da Tearfund, como as muitas redes, organizações de base e demais colaboradores devem, necessariamente, trabalhar com as igrejas das áreas assistidas”, diz o responsável pela gestão da instituição, Serguem Jessui. Segundo ele, somente há parcerias diretas com organizações cristãs evangélicas,

DIVULGAÇÃO

Embora a entidade dialogue e coopere com setores da sociedade civil em muitos temas. “A Tearfund sempre procura fortalecer e estimular a presença e atuação da igreja e organizações cristãs nos espaços públicos”, continua Serguem.

Alguns dos principais apoiadores, no Brasil, são a Ação Evangélica (Acev), Rede Evangélica Nacional de Ação Social (RENAS), Rede Fale, Aliança Evangélica, Missão AMAI, Rede Mãos Dadas, Claves Brasil, Instituto Solidare e Aliança Bíblica Universitária do Brasil (ABUB). “Todos os projetos e parceiros sempre têm como foco a missão integral, que une evangelização e ação”, explica o gestor. No caso da Acev, o fato de atuar no Sertão faz com que projetos como o de perfuração de poços tenham prioridade. “Essa ênfase continua até hoje, mas foi ampliada com o programa de agroecologia e desenvolvimento sustentável”. Inicialmente, a atuação se dava em todo o território nacional, mas desde 2006 houve uma revisão da estratégia, com foco em área mais pobres, notadamente o Semiárido e o Norte do Brasil.

“VIDA MELHOR”

Uma das iniciativas de maior destaque nestes tempos de escassez crônica de água é o projeto Sertão Sustentável, que estimula a criação de animais e a produção. São perfurados poços e criada infraestrutura que permite que as comunidades tenham acesso à água, fomentando a geração de renda e criação de postos de trabalho. “Através dos processos de capacitação, apoio técnico e financiamento que estimulamos, várias famílias iniciaram pequenos empreendimentos, como padarias e unidades de processamento de frutas”. Outro parceiro importante da Tearfund é a Diaconia. De acordo com Serguem Jessui, todo o trabalho da rede tem um componente espiritual. “Dessa forma, as famílias e comunidades que atendemos podem, através dessa manifestação de amor, também encontrar o Cristo.”

Em outubro passado, o Encontro Anual de Parceiros da TearFund reuniu representantes de organizações e missões cristãs que atuam no Norte e no Nordeste do país. “Foi um encontro rico, animador e desafiador pela riqueza e variedade de experiências”, destaca Jessui.

É lindo ver como Deus vai trabalhando a cooperação e a unidade de seu povo que atua em situações marcadas pela opressão, violência e falta de esperança”.

Missão integral, liderança, meio ambiente, economia popular, combate à corrupção, justiça e cidadania foram alguns dos temas abordados. Com a recente crise provocada pelo colapso das barragens de minério da Samarco e da Vale em Minas Gerais, naquela que já é considerada a maior tragédia ambiental da história do país, Tearfund integrou o coletivo Ame a Verdade, formado por dezenas da organizações, na cobrança de justiça para os afetados e punição para os culpados, além de medidas efetivas de prevenção.

Antes, a minha família trabalhava para os outros, ao sol e à chuva, sem tempo para descansar, mesmo nos fins de semana”, lembra Genedite dos Santos Sousa, 50 anos, da comunidade do Poço do Moleque, Sertão do Pajeú, em Pernambuco.

Por ter de lidar com produtos químicos e defensivos agrícolas, ela ficou doente por várias vezes. Graças à parceria entre Tearfund e Diaconia, Genedite e o marido, José, aprenderam a usar técnicas e equipamentos especialmente adaptados para a agricultura em solos de condições semiáridas. A família, agora, dispõe de sistema de irrigação e biodigestor. A produção familiar inclui frutas e hortaliças como alface, cebolinha, quiabo, banana, laranja e goiaba, vendidas em feiras da região. “Nossa vida melhorou muito”, atesta.

Leave a Reply