| | | 55 31 3568-1401

400 mil Rohingyas fugiram de Myanmar nas últimas três semanas

|Alerta de Oração| : 400 mil Rohingyas fugiram de Myanmar nas últimas três semanas

O estrondo pegou Kabur Ahmed de surpresa. Tinha escapado de sua aldeia em chamas, e de uma chuva de balas, e se aproximava de uma zona segura. A explosão “saiu da terra”, afirma, a poucos metros de onde estava, deixando várias pessoas feridas no solo. Ou ao menos é isso que ela espera: que só estejam feridas. Presa do pânico, mudou subitamente de direção e correu para se pôr a salvo. Sabendo, porém, que não o estaria enquanto não cruzasse a fronteira e pisasse em Bangladesh. Depoimentos como o de Ahmed, que faz parte dos mais de 400.000 rohingyas que fugiram de Myanmar (a antiga Birmânia) nas últimas três semanas, ressoam às dezenas em Cox’s Bazar, o distrito de Bangladesh ao qual chegam em massa os refugiados. (Fonte: El Pais; foto: The Daily Beast)

O número exato de pessoas deslocadas é desconhecido e difícil de determinar, mas as estimativas não verificadas são que mais de 370 mil pessoas atravessaram a fronteira para Bangladesh. E mais pessoas continuam essa travessia todos os dias. As necessidades urgentes incluem alimentação, água, saneamento, abrigo e assistência médica.

“Em Bangladesh, o governo está aberto a aceitar os refugiados Rohingya, mas eles enfrentam um desafio para hospedá-los por um longo período de tempo”, relata Jacob Sarker, Representante da Tearfund em Bangladesh. “Existe a possibilidade de surtos epidêmicos na ausência de instalações de água e saneamento”.

Alison Fernandes, Representante de da Tearfund em Myanmar, complementa: “Embora tenhamos parceiros trabalhando ou interessados em trabalhar nas áreas afetadas, o acesso é restrito e o governo afirmou que está assumindo a responsabilidade pelos esforços de socorro”.

Os refugiados continuam a inundar a fronteira e seu futuro permanece frágil e incerto.

POR FAVOR ORE

  • Pelo fim da violência que está acontecendo no estado de Rakhine. E ore pelo trabalho de construção da paz que a Tearfund está fazendo em Myanmar, que aborda de maneira sutil algumas das causas da violência e do conflito.
  • Por favor, ore para que a ajuda humanitária alcance os refugiados e as pessoas deslocadas mais necessitadas, e pelo governo de Bangladesh, que tem buscado garantir o apoio humanitário aos refugiados Rohingya.
  • Também ore pela equipe de Tearfund em Bangladesh, pois eles planejam uma resposta em parceria com uma organização local.

Leave a Reply