| | | 55 31 3568-1401

50 anos, 50 países: Tanzânia

50 anos, 50 países: Tanzânia

A Tanzânia possui vastos recursos naturais, comercializa com toda a África e envia tropas de paz para missões da ONU. No entanto, 32% da população – mais de 17 milhões de pessoas – vivem em extrema pobreza. Razões para isso incluem a falta de acesso a serviços básicos, infra-estrutura deficiente e epidemias como o HIV que interromperam o crescimento e o desenvolvimento.

A Tearfund tem trabalhado ao lado do povo da Tanzânia, com nossos parceiros e por meio de igrejas locais, desde 1969. Louvamos a Deus porque nesse período muitas pessoas saíram da condição de extrema pobreza. Também agradecemos a Deus pela fidelidade das igrejas locais que vêm abraçando o seu chamado para cuidar das comunidades ao seu redor. No entanto, ainda há muito a ser feito…

Um dos problemas que a Tearfund enfrenta na Tanzânia é a falta de eletricidade que dificulta a educação das crianças, desacelera a prestação de cuidados médicos e coloca em risco a segurança das pessoas que viajam à noite nas áreas rurais. O acesso à eletricidade pode transformar a vida de pessoas como Pedro e sua esposa Rachel. Eles moram em Makutupora, no centro da Tanzânia, com seus dois filhos, Amós (10) e João (7).

Eletricidade cria comunidade

Ter acesso à eletricidade nas áreas rurais é caro! Como não podiam pagar, Rachel e Pedro usavam querosene para iluminar a casa. Tal hábito, além de dispendioso, prejudica a saúde de toda a família já que os gases fumegantes das lâmpadas de querosene podem causar tontura, dores de cabeça e vômitos.

Depois de ver como um grupo de autoajuda local apoiado pela Tearfund estava beneficiando outras pessoas em sua aldeia, Pedro e Rachel se inscreveram para participar do mesmo. Por meio da poupança feita em conjunto com o restante do grupo eles conseguiram tomar um empréstimo para comprar painéis solares. De quebra fizeram novas amizades dentro de sua comunidade.

Eletricidade nutre futuros

A energia solar contribuiu para uma grande melhora na qualidade de vida de toda a família.Hoje, Amós e João podem estudar depois de escurecer quando voltam da escola:

“As crianças querem estudar mais”, diz Pedro,  “talvez para se tornarem médicos, para serem pessoas honradas. Ter energia solar irá ajudá-las a realizar esses sonhos”.

Pedro trabalha como fazendeiro, enquanto Rachel é alfaiate. Agora que eles têm uma luz solar, Rachel pode trabalhar à noite. Trabalhando três ou quatro horas a mais por dia, ela aumentou sua renda mensal de 70-80.000 TZS (R$114 a R$130) para até 150.000 TZS (R$245).

Energia solar e a energia limpa não representam um conceito novo para muitos de nós, mas podem transformar vidas. E isso traz novas possibilidades para famílias como esta.

Ore conosco:

  • Pedro pede que clamemos por paz, sucesso e saúde para sua família. Ore também pelos negócios de Rachel.
  • Agradeça a Deus pelo fornecimento de energia solar e ore para que mais pessoas se inscrevam em grupos de poupança para poder ter acesso a energia.
  • Ore para que Amós e João continuem a perseguir seus ambiciosos sonhos para o futuro. Peça a Deus para inspirá-los a trabalhar duro e para que se sintam satisfeitos com tudo o que estão realizando.

Para marcar os 50 anos da Tearfund, estamos compartilhando parte da nossa história nos 50 países em que trabalhamos. Convidamos nossos parceiros, mantenedores e intercessores a celebrarem conosco a provisão e o poder de Deus para transformar vidas e a se unirem a nós em intercessão por cada uma dessas nações.

Leave a Reply