| | | 55 31 3568-1401

12ª Conferência das Igrejas Indígenas reuniu 19 etnias em Rondônia

12ª Conferência das Igrejas Indígenas reuniu 19 etnias em Rondônia

Entre os dias 18 e 20 de novembro eu tive o privilégio de participar da 12ª Conferência das Igrejas Indígenas de Rondônia. Estiveram presentes no evento cerca de 400 indígenas evangélicos de 19 etnias dentre os quais estavam crianças, adolescentes, jovens, homens, mulheres e idosos que chegaram em caravanas e se espalharam com suas redes e barracas por toda a área do Centro Canaã de Treinamento em Pimenta Bueno.

 

A Conferência Anual é a culminância de uma série de outras conferências que acontecem nas muitas aldeias que contam com a presença evangélica.

Trata-se de uma profusão de línguas e cânticos diferentes que combinam estudo bíblico, reflexão, oração e um pouco de diversão. Lá é também possível testemunhar jovens e adultos tomarem parte em várias coreografias, cânticos e danças, tudo num espiríto de profunda e intensa comunhão! Uma verdadeira festa na qual o Espirito de Unidade reina absolutamente em todos momentos.
O tema da Conferência deste ano foi “Testemunhas Verdadeiras” e o texto base foi Atos 1:8. O resgate da história da evangelização indígena sob a perspectiva da Uniedas foi feito pelo pastor Jader Oliveira, presidente da Uniedas. Em sua fala ele destacou o desafio que é a continuidade da obra de evangelização para alcançar outras etnias. Dentre muitas outras coisas, o pastor Jader enfatizou o avanço da educação em terras indígenas e a libertação que o evangelho proporcionou aos Terenas que foram escravizados. Também destacou a importância  do preparo que tem sido feito pelo Cardes Barneia em Anastácio, Mato Grosso do sul e Centro Canãa, na formação teológica básica de obreiros indígenas que desenvolvem uma série de trabalhos em suas comunidades de origem.

Muitos irmãos compartilharam a necessidade de se pensar o Testemunho Cristão numa perspectiva mais ampla como presença do evangelho e sinal do reino de Deus que traz luz sobre dimensões éticas, comportamentais, sociais, políticas e evangelizadoras. Os cultos terminavam à noite com muita dança e se estendiam pela madrugada, sempre puxadas pelo anciãos com muito vigor e entusiasmo.

A evangelização feita por indígenas da mesma etnia  traz marca e identidade próprias de cada cultura e rompe as resistências, visto que os missionários indígenas são participantes ativos das muitas lutas empreendidas por cada povo. A Missão Uniedas, fundada em 1972,  é fruto de uma trabalho missionário centenário e hoje é liderada por irmãos indígenas de várias etnias. Hoje, abrange 32 igrejas, 10 campos missionários e realiza Conferências Missionárias que contam com a participação de diferentes povos indígenas.

O Centro Canaã, liderado pelo pastor Mário Lucio Ribamar, dispõe de alojamentos para os alunos, salas de aula, realiza um trabalho com crianças indígenas e conta ainda com um quadro permanente de professores com ênfase em Estudos Bíblicos e Teologia. Além disto, muitas atividades práticas, formação profissional e iniciativas de sustentabilidade são desenvolvidas. O Centro Canãa precisa de apoio  para manutenção de suas atividades. Para saber mais acesse o site da instituição aqui.

A liderança da Missão Indígena Uniedas, além de toda sensibilidade, compromisso e conhecimento profundo das muitas etnias com as quais trabalha, tem amplas condições de apoiar e assessorar iniciativas transculturais. São irmãos e irmãs que diurtunamente militam na missão de Deus com ousadia e temor do Senhor. Acesse o facebook da Missão Uniedas aqui.
Tem sido um privilégio caminhar com estes irmãos e aprender com eles!
Relato escrito por Serguem Jessui, representante da Tearfund Brasil

Leave a Reply